Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Divulgação

Pesquisas na Bahia indicam vitória de ACM Neto no 1° turno

Por Gabriel Barbosa

11 de julho de 2022 : 15h51

Foi divulgada nesta segunda-feira, 11, a pesquisa Real Time Big Data para a corrida pelo governo da Bahia que confirma o favoritismo isolado do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (União Brasil).

Segundo o levantamento estimulado, Neto tem 56% das intenções de voto. Com esse índice, o líder do União Brasil é eleito no 1° turno. O ex-secretário de Educação, Jerônimo Rodrigues (PT) aparece com 18%. Já na espontânea, o ex-prefeito soteropolitano registra 23% das menções.

Na terceira colocação aparece o ex-ministro da Cidadania, João Roma (PL), com 10% na estimulada e 5% na espontânea. Vale lembrar que ele é o candidato oficial de Jair Bolsonaro na Bahia. O pré-candidato do PSOL, Kleber Rosa, tem 1% na estimulada e não pontua na espontânea. 

Já no quesito rejeição, o petista Jerônimo e o bolsonarista Roma empatam com 30% dos baianos afirmando que não votariam neles de jeito nenhum. Rosa em terceiro, com índice de 20% de rejeição. Giovani Damico (PCB) aparece com 18%. O próprio aparece em quarto lugar com 17% de rejeição. 

A Real Time Big Data fez a pesquisa entre os dias 6 e 7 de julho com 1.500 entrevistados. A margem de erro é de 3 pontos percentuais. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BA-02884/2022.

Neto também lidera na pesquisa Exame/Ideia

A Exame/Ideia também divulgou seu levantamento eleitoral na disputa pelo Palácio de Ondina que mostra a liderança de ACM Neto. Na sua pesquisa, a Exame/Ideia traz Neto com 51% de preferência dos baianos, indicando vitória no 1° turno.

Jerônimo Rodrigues (PT) aparece na segunda colocação com 18%, e João Roma (PL) com 13%. Kleber Rosa, do PSOL, tem 2%.

A vice-presidente do instituto de pesquisa IDEIA, Cila Schulman, avalia que há fortes chances do grupo carlista voltar ao centro do poder baiano após 16 anos. Para ela, há sinais de ruptura por parte dos eleitores baiano com o grupo governista atual.

“A provável volta do Carlismo, que dominou a política do estado por quatro décadas, com pequenos intervalos, por meio da liderança do senador Antônio Carlos Magalhães, é agora representada por seu neto. Embora o governo de Rui Costa (PT) seja bem avaliado, com 44% de ótimo e bom, o eleitor não encontrou no seu sucessor Jerônimo Rodrigues, também do PT, uma opção”, afirma.

No caso da Exame/Ideia, foram ouvidos 1.000 eleitores entre os dias 1º e 6 de julho. As entrevistas foram feitas por telefone. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BA-00648/2022.

*É bom ressaltar que não se pode comparar os resultados das duas pesquisas em questão, por terem recortes e universos de eleitores distintos.

Gabriel Barbosa

Jornalista com passagens pelo Grupo de Comunicação O POVO (Ceará), RedeTV! e Band News FM. Pós-graduando em Comunicação e Marketing Político.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

carlos

11 de julho de 2022 às 19h39

Contém outra porque essa eu já sabia, ao dizer que iria fazer um governo republicano e democrático que nunca seria o atual governo.

Responder

Deixe um comentário

Por que devemos confiar nas Urnas Eletrônicas? Viaje no Universo Profundo com o Telescópio James Webb O Xadrez para Governador do Ceará