Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Sérgio Lima/Poder360

Fachin rejeita ação de Renan Calheiros e mantém convenção de Simone Tebet

Por Redação

26 de julho de 2022 : 12h07

Nesta terça-feira, 26, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, decidiu pela manutenção da convenção que vai homologar a candidatura de Simone Tebet (MDB) a presidência da República.

O pedido para adiar a convenção foi feita pelo grupo emedebista liderado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), uma das lideranças lulistas do partido. Na ação, ele alegava que o formato da convenção não garantiria o sigilo do voto.

Os advogados alegaram na peça que “o mencionado edital de convocação [da convenção], ao prever a realização da reunião por meio da plataforma ‘Zoom’, reveste-se de grave irregularidade, notadamente relacionada à garantia do sigilo do voto, representando violação às disposições estatutárias do MDB”.

Por sua vez, Fachin não acatou o pedido e destacou a legalidade da convenção do MDB e que o formato não vai impedir o sigilo da votação dos delegados do partido. Fachin também lembrou que o TSE não se manifesta sobre questões internas partidárias.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Jhonatan

26 de julho de 2022 às 21h26

Nesse fim de mundo tudo é burocratizado, tudo é judicializado..nada é discutido e todas as responsabilidades são terceirizadas.

O congresso é um receptáculo de palhaços inúteis (quando não são bandidos) que não tratam de absolutamente nada, só circo e narrativas. O nível de quem está lá dentro é o reflexo do que está do lado de fora.

Esse tais de “tribunais eleitorais” são mais uma aberração inútil que talvez exista só no Bangladesh e no Butão assim como as urnas eletrônicas.

O Brásil é uma vergonha, uma perda de tempo.

Responder

Ronei

26 de julho de 2022 às 12h33

O TSE serve para isso ? Para perder tempo com as asneiras de Renan Calheiros e Randolfe Rodrigues ?

Essa burocracia inútil de quarto mundo tem dia para acabar ?

Porquê em outros países essas porcarias não existem ?

Responder

carlos

26 de julho de 2022 às 12h29

O sistema eleitoral brasileiro, está carcomido a começar por esse TSE, os togados têm lado, e o lado deles não é o do braço firme para cumprir as leis, a justiça eleitoral é o espelho do que acontece no Brasil, aonde um candidato casa e batiza é não é punido,é a justiça mais Cara do.mundo pra assistirmos essa espetacularizacao, é um lixo de justiça que não tem ordem, e depois casa que muitos mandam é como panela que muitos mexem ou sai ensoça ou salgada.

Responder

Deixe um comentário

Por que devemos confiar nas Urnas Eletrônicas? Viaje no Universo Profundo com o Telescópio James Webb O Xadrez para Governador do Ceará