Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Reprodução/G1

Gilberto Maringoni: Notas sobre o neofascismo

Por Redação

11 de setembro de 2022 : 11h39

Num artigo que escrevi recentemente, tentei arrolar algumas características básicas do fascismo atual – o fascismo liberal – nas disputas sociais. É apenas um esboço em busca de ordenamento e complementação maior..

Podemos definir algumas características básicas do modus operandi do neofascismo, especialmente em sua versão tropical:

  • O FASCISMO PRECISA DO MEDO e da insegurança social para crescer. Antes de oferecer certezas, o fascismo exalta as incertezas sobre o futuro oferecidos pelas variações da democracia liberal;
  • O FASCISMO SE COLOCA como vertente antipolítica e antissistemica. Embora tenham proximidade, são fenômenos distintos. A pregação antipolítica exerce um fascínio simplista e infantil sobre a possibilidade da resolução de problemas sociais complexos impulsionados apenas pelo desejo pessoal. A política seria o terreno da trapaça, da sujeira e da desonestidade que precisaria ser superado para que as pessoas de bem vivessem em paz. O pensamento infantilizado é o degrau anterior do pensamento mágico, aquele que nos faz vislumbrar a resolução dos conflitos pelo gesto unilateral de um dos agentes no jogo, pela anulação do outro. O pensamento mágico é a base, assim, da cultura do cancelamento, da pregação religiosa (“Ora que melhora”), que elimina mediações e que acaba por justificar a violência. Assim, o episódio verificado em março de 1922, numa delegacia de Curitiba (PR), em que um pastor “abençoa” uma série de armas colocadas em cima de uma nada tem de antirreligiosa . Ao contrário: temos ali a combinação do pensamento mágico, da cultura do cancelamento e da violência legitimados por uma solução milagrosa.
  • JÁ OS MOVIMENTOS ANTISSISTÊMICOS miram na desqualificação de formas existentes de representação – sindicatos, entidades de representação, partidos, instituições e eleições. O líder fascista sempre divide a sociedade entre “nós” e “eles”, entre o “povo” e os “exploradores do povo”. O líder fascista é o arauto da cobrança de uma dívida social impagável em defesa dos ressentimentos populares. É a variante concreta da antipolítica;
  • A BASE DO PENSAMENTO E DA AÇÃO FASCISTAa é a violência – uma vez que se elide a mediação política para a superação de diferenças – e a necessidade de sempre se colocar na ofensiva. Isso inclui a disputa para impor uma agenda unilateral das dissensões da sociedade. O fascismo não recua, não negocia e apenas avança, em qualquer situação, mudando suas táticas criando sempre agendas novas sem resolver as antigas.
  • AO IMPOR SUA AGENDA sobre todas as demais, o fascismo tem de ser profundamente diversionista e subverter a ordem de prioridades da sociedade. O fascismo só subsiste e cresce gerando ambientes de profunda tensão.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

ELIAS

12 de setembro de 2022 às 11h58

lambebotas de miliciano corrupto, pára de mentir com teu minto

Responder

Tony

12 de setembro de 2022 às 08h24

O Fascismo está morto e enterrado há cerca de 80 anos por contra hoje ainda existe o comunismo que faz desastres e escraviza bilhões de pessoas no mundo.

Falar de fascismo hoje é coisa de (retardados) quem precisa criar um inimigo imaginário para justificar o próprio autoritarismo.

Responder

Paulo

11 de setembro de 2022 às 14h01

“A política seria o terreno da trapaça, da sujeira e da desonestidade que precisaria ser superado para que as pessoas de bem vivessem em paz”;

” O pensamento mágico é a base, assim, da cultura do cancelamento”;

“A BASE DO PENSAMENTO E DA AÇÃO FASCISTA é a violência”;

“AO IMPOR SUA AGENDA sobre todas as demais, o fascismo tem de ser profundamente diversionista e subverter a ordem de prioridades da sociedade”.

Até concordo com o autor, mas registro que tais fenômenos bem que poderiam ser atribuídos à esquerda, também, especialmente a esquerda revolucionária que, não, não está morta.

Responder

Deixe um comentário