Live do Cafezinho: o caso Samuel Borelli, quando a esquerda produz fake news

Guedes é interrompido após anunciar o fim do auxílio emergencial

Por Redação

24 de setembro de 2020 : 17h15

No final da tarde desta quarta-feira, 23, o ministro da Economia, Paulo Guedes, foi interrompido pelo ministro Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e o líder do Governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), após anunciar a desoneração da folha de pagamento e o fim do auxílio emergencial.

A CNN Brasil flagrou o exato momento em que Ramos e Barros demonstram incômodo com a fala de Guedes na coletiva de imprensa e decidem interromper o Posto Ipiranga. Veja o trecho! 

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

carlos

28 de setembro de 2020 às 10h20

A natureza pede socorro, será que em nome da vida, não poderíamos, aprender separar o joio do trigo? O que não Vale apenas o mundo repensar e voltar a investir nas nossas maiores riquezas, a vida a natureza replantando uma boa semente na Amazônia e nas florestas, incluindo o pantanal e a mata atlântica? Pensem nisso.

Responder

Paulo

24 de setembro de 2020 às 22h07

“Tributos alternativos”? Porco Guedes está mais para realidade alternativa. Eis o nosso neoliberal, cuspido e c….o!

Responder

    pedro

    24 de setembro de 2020 às 22h54

    Se tem uma coisa só liberal entende é q a receita tem q ser maior q a despesa. E a despesa está onde está graças a esquerda.

    Responder

carlos

24 de setembro de 2020 às 19h49

O samba do crioulo doido ao vivo e a cores.

Responder

chichano goncalvez

24 de setembro de 2020 às 18h12

Ainda teremos mais dois anos de desmandos, anarquia, esculhambação, desordem, roubos, corrupção, assassinatos, cada um fala uma besteira, isso tudo para demonstrar que esse desgoverno não tem projeto nenhum, acreditou quem acredita na historia da carrochinha, que tem dinheiro na caixinha.

Responder

Deixe uma resposta