Live do Cafezinho (19h): que segurança pública que queremos?

No Recife, setores evangélicos acolhem candidatura de Marília Arraes

Por Redação

24 de novembro de 2020 : 09h57

Neste domingo, 22, a candidata a Prefeita de Recife pelo PT, Marília Arraes, foi recebida por 12 congregações evangélicas da capital pernambucana. O aceno dessa fatia do eleitorado simboliza a resposta da campanha apócrifa contra a campanha da petista.

Na cidade, têm sido espalhado panfletos com a imagem de Marília afirmando que “cristão de verdade não vota em Marília Arraes. Veja tudo que Marília defende: legalização das drogas, aborto, ideologia de gênero, tirou a Bíblia da Câmara do Recife, pertence ao PT que persegue os cristãos em todo o Brasil, votou contra o perdão das igrejas”

Junto a cartilha apócrifa, um panfleto da candidatura de João Campos (PSB) com os dizeres: “A esperança que acolhe e transforma”.

A campanha de Campos, porém, nega que seja autora desses panfletos.

Foto: Autor desconhecido

No encontro com os evangélicos, Marília criticou as acusações contra sua candidatura.

“Vocês estão sendo testemunhas das agressões pessoais que estão fazendo contra mim. Essa prática não é novidade no PSB, desse pessoal que fez o que fez com o Recife, que desrespeita a cidade, as pessoas e as mulheres”, disse Marília.

Diante dos fiéis e lideranças, a petista agradeceu o aceno e afirmou que Recife precisa ser resgatada de “um grupo que não tem respeito pelo povo” da cidade.

“Queria agradecer muito a todos vocês. Não sei como tem gente que tem coragem de chegar e fazer tantas acusações contra a minha fé. Passar tantos anos sendo atacada, agredida, machuca, mas tudo isso faz a gente crescer, aprender. Para mim, mostra o quanto a gente precisa resgatar a cidade de um grupo que não tem respeito pelo povo do Recife, pelas pessoas e por mim.” 

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

JOHN JAHNES

24 de novembro de 2020 às 21h38

Agora é Marília
ou
https://www.facebook.com/candido.junior.7/videos/4908446759227111

Responder

Alexandre Neres

24 de novembro de 2020 às 10h28

JOÃO E MARÍLIA
(Chico Buarque de Olinda)

(João)
Agora eu era boy
Da juventude do PSB
Votava no playboy
Aécio Neves, contra o PT
Eu me aliava com barões
A TV Globo e os jormalões
Eu ensaiava um golpe
Contra a presidenta
Mas depois mudei

Agora eu era esquerda
Era inimigo daquele juíz
Gritava Lula Livre
Cantava “Sem medo de ser feliz”
E você…
Era a priminha que quis imitar
Que não ficava pra lá e prá cá
Que sempre foi esquerda em meu país

(Marília)
João, não fuja não
Eu vi você chorando por brinquedo
Tu era o João Mamão
Meu primo preferido

Não não diga não
Que o PT é pra morrer de medo
Campanha com maldade
Deixa o campo progressista
Dividido

(Todes)
Agora era fatal
Que a campanha terminasse assim
Desespero total
E baixaria que não tem mais fim
Pois você
Foi pra direita sem me avisar
Agora o povo é quem vai mostrar
Tua dinastia tá chegando ao fim.

Responder

Deixe uma resposta