Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Jorge Araújo - 24.out.2017/Folhapress

No Brasil, cerca de 30% das famílias das classes D e E passaram fome na pandemia, diz Unicef

Por Redação

29 de dezembro de 2020 : 09h16

A profunda crise social, econômica e sanitária que assola o Brasil têm deixado um rastro de miséria sem precedentes na história do país.

No último dia 11, foi publicado a pesquisa “Impactos Primários e Secundários da Covid-19 em Crianças e Adolescentes” da Unicef em parceria com o Ibope que mostra um dado assustador.

De acordo com o levantamento, no Brasil, cerca de 30% das famílias das classes D e E passaram fome na pandemia durante o segundo semestre deste ano. O índice reflete a vulnerabilidade econômica e a insegurança alimentar desses lares.

“De julho a novembro, o percentual de pessoas que declarou que deixou de comer porque não havia dinheiro para comprar mais comida passou de 6% para 13%. Isso é ainda mais grave entre pessoas de classe D e E, em que 30% deixaram de comer em algum momento porque não havia dinheiro para comprar mais comida”, ressaltou o representante da Unicef no Brasil, Florence Bauer.

Além desse dado alarmante, outro fator que mostra a gravidade do caos social instalado no Brasil é que as famílias com crianças e adolescentes foram as mais atingidas. Cerca de 61% tiveram sua renda dizimada e a fome voltou a assombrar esses brasileiros.

O documento também mostra que 13% dessas famílias afirmaram que as crianças e adolescentes não receberam nenhuma atividade escolar na semana anterior a pesquisa. Em números totais, são 7 milhões.

Já entre as famílias que recebem até um salário mínimo, 42% das crianças deixaram de ter a merenda escolar e voltaram a ter insegurança alimentar.

A pesquisa entrevistou 1516 pessoas de todas as regiões do Brasil.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Thiago

29 de dezembro de 2020 às 09h53

Não é preciso ser uma nova mãe Dináh

É só acompanhar as declarações e ações do Bolsonaro, Guedes e outros ministros incompetentes e maquiavélicos, e também aquelas dos militares, ao longo da instauração desse grande caos premeditado chamado Brasil, onde a entropia (estado de desorganização da matéria) aumenta a cada dia.

E o pior: nada está errado, tudo está saindo como foi planejado. E tudo é milimetricamente executado com o objetivo de destruir o país, seu povo, suas conquistas e sua auto estima.

Canudos foi café pequeno diante do massacre que atingirá a população
pobre e também aquela remediada nos próximos dois anos: desemprego, fome, epidemia, ódio, violência, mortes, muitas mortes, é o que uma previsão racional permite vislumbrar.

E como você participará disso tudo? Nada lhe preocupa?

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?