Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

bomdiacafezinho #4: os lucros da Petrobras e a crise nacional

Por Miguel do Rosário

05 de agosto de 2021 : 14h57

A Petrobras divulgou hoje seus números relativos ao segundo trimestre de 2021. 

Antes de apresentá-los, porém, vamos olhar os gráficos dos preços médios dos principais derivados consumidos no Brasil, segundo o Painel Dinâmico da Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Os gráficos deixam claro que os preços de todos os derivados bateram recorde, e isso num dos momentos mais dramáticos da economia brasileira, com quase 15 milhões de brasileiros desempregados e milhares de empresas passando por imensas dificuldades.

Por trás de um homem triste, há sempre uma mulher feliz, diz a canção de Chico Buarque. 

No caso do mercado de petróleo, por trás dos preços recordes da gasolina, do diesel e do gás de cozinha, temos acionistas felizes da Petrobras. 

O lucro bruto da estatal no primeiro semestre de 2021 foi de R$ 101 bilhões, aumento de 213% sobre o período imediatamente anterior. 

É importante destacar ainda que as vendas de diesel pela Petrobrás, para o mercado interno, geraram R$ 57 bilhões no primeiro semestre do ano, alta de 137% sobre o período anterior. 

A exportação de petróleo bruto, por sua vez, gerou R$ 40 bilhões no mesmo período.

As vendas de derivados para o mercado interno geraram R$ 137,6 bilhões. 

Esses números mostram a importância, para a Petrobras, de suas refinarias (onde esses derivados são produzidos), essas mesmo que o governo Bolsonaro quer vender.

Outro dado fundamental para entender a relação entre a crise econômica brasileira, os lucros da Petrobras e o processo de desindustrialização do país, é o aumento de importação de diesel nos últimos anos. 

Ao mesmo tempo em que aumenta sua produção de petróleo bruto, o Brasil está desmontando a sua indústria de refino de petróleo, de maneira que estamos transformando o produto num novo “pau Brasil”. Ou seja, estamos repetindo o velho ciclo colonial de exportar matéria-prima e importar o mesmo produto em sua forma industrializada.

No segundo trimestre de 2021 (mai/jul), o Brasil registrou o maior volume de importação de óleo diesel de sua história. Foram importadas 3,2 milhões de toneladas de diesel, quase tudo dos Estdos Unidos. 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina