Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Imagem: Reprodução

Maioria dos brasileiros acredita que Ucrânia “tem razão” na guerra contra a Rússia

Por Redação

11 de março de 2022 : 12h35

O levantamento divulgado pela XP/Ipespe nesta sexta-feira, 11, também mostra que a maioria dos brasileiros acredita que a Ucrânia, presidida pelo comediante Volodymyr Zelensky, “tem razão” na guerra com a Rússia de Vladmir Putin.

A pesquisa também revela que a maioria acredita que o Brasil deveria se manter neutro no conflito entre os dois países europeus.

Em números, cerca de 56% diz que a Ucrânia “tem mais razão” na guerra, apenas 8% se manifestaram mais favoráveis à Rússia. Outros 17% avaliam que nenhum dos dois países têm razão e 3% disseram que ambos têm seus motivos para o conflito. Não sabem ou não responderam somam 17%.

O levantamento, realizado entre os dias 7 e 9 de março, ouviu 1.000 pessoas por telefone por meio do sistema CATI IPESPE. A margem de erro é 3.2 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança de 95,5%. A pesquisa está registrada nos sistemas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-03573/2022.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

12 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

EdsonLuíz.

15 de março de 2022 às 02h38

Alexandre!

Eu não fico aqui fazendo correção do que escrevo não. Nem corretor de texto eu uso. Aliàs, Alexandre, eu não gosto de linguistas; quanto mais de gramáticos chatos, que os bons linguistas criticam.
Eu teclo em um teclado que quase nem vejo e não cabem os meus dedos e envio.

Alexandre!

Bobagem as suas tentativas de desmontagens. Você só consegue desmontar a você mesmo! E quase tudo que você declara sobre mim sai da sua cabeça doente e limitada, sem que eu pense ou declare o que você carimba. Você é um carimbador maluco, Alexandre!

Eu não acho que ninguém é herói não, quem acredita em herói é você! Você acredita em heróis corruptos e incompetentes! Moro é só o cara que fez o que ninguém afora Joaquim Barbosa havia feito antes, e se enganou ao confiar em quem confiou, o que só mostra que ele é um bom juiz, mas não entende nada do mundo político. Nisso, até você conhece mais do que ele! Mas ele não é heroi não! Zeleskii só o que está fazendo é ser digno e liderar seu povo contra os abusos dos Russos bárbaros e sacanas. Agora, quanto a Putin e a Lula, eles são vilões mesmo! E o Putin, que você, Lula e bolsonaro apoiam, além de vilão é assassino!

Vai estudar, Alexandre!

Nem passa perto da sua cabeça o que são e a formação ideológica que têm as forças políticas portuguesas e seus quadros. Sobre Boaventura, eu respeito a formação e a coerência dele, assim como respeitava a de José Saramago, mas os dois são stalinistas mesmo. Eu observei o fato de ele ser stalinista para referenciar o que ele declara. Quando a pessoa tem consistência ideológica e aplica essa ideologia quando faz declarações, se você conseguir identificar a ideologia e a coerência do que fala você consegue entender melhor o porquê dele defender o que defende. Poucas vezes eu uso referência ideológicas a sério, e mesmo assim, em geral eu só uso para esclarecimento e ilustração e para efeito didático. Eu não falei para “queimar” o Boaventura não. Eu nem dou tanto peso para essas coisas, Alexandre. Eu não acho, hoje, que ideologia explica ou define a vida.Quando eu uso definições ideológicas é só quando eu respeito quem se define ideologicamente de forma apropriada, o que é o caso de Boaventura e em geral o caso dos quadros políticos portugueses. Quem vive de ideologismos, sem saber como tratar ideologia, como você, fazer o què? Não respeito mesmo!
(Gostou da forma como eu escrevi Zelensky –Zelenskii — da mesma forma que os portugueses costumam escrever?). Viu, né? Se eu falar para queimar, que é quando o cara passa das contas, eu faço isso explicitamente!

Você não conhece merda nenhuma disso; nem de lá de Portugal, nem daqui! Se você escreve a porcaria que vem escrevendo afirmando que me desconstrói, você só desmonta a você mesmo. Quem possui as referências certas só pode morrer de rir de você. E você faz essa perseguição a mim porque eu desmascaro a farsa de vocês. Mas quando se trata de gente séria, como Fátima Bezerra, Jaques Wagner, Camilo, Rui governador, mesmo o Rui Falcão, este pela coerência dele, o Haddad, o José Eduardo, estes eu respeito, mesmo tendo discordâncias.

Alexandre, você precisa começar por respeirar a política, Alexandre. E ao respeitar a política, você vai passar a respeitar o bom político. Fernando Henrique, José Serra, Roberto Freire, Kim Kataguire, Tábata Amaral, Raquel Lyra… a lista de bons políticos é grande. Mas você é maniqueísta e despreparado e só tem essa régua quebrada que você ainda usa errado por ignorância: ou o político concorda com suas asneiras e serve para você ou ele não discorda e você xinga!

Cresce, Alexandre! E coloca algum conteúdo nos seus argumentos. Xingar todo mundo sem ter fundamentos só queima você mesmo!

Responder

Gutierritos

13 de março de 2022 às 19h27

O importante é entender o que se passa. Há muitos totalmente desinformados.

Não sou a favor de imperialistas, seja de que lado for.

No entanto, a Rússia está sendo acuada pelo Tio Sam e cia LTDA desde 2014, quando houve o golpe, impondo um governante extremista, que pretendia, como o atual presidente, ingressar na OTAN. E foi dali em diante que a guerra começou, pois a fronteira da Rússia ficaria totalmente exposta com a OTAN na sua vizinhança.

A grande maioria do povo brasileiro não sabe o que está acontecendo e está sendo, como já ocorre há muito tempo, convencida pela mídia brasileira a entender que a Rússia é o vilão da história, pois está invadindo um país muito mais fraco que a Rússia e que o Tio Sam é herói em promover a “defesa” da Ucrânia.

Aqui, no Brasil, o Tio Sam e cia levou todo nosso petróleo, com lawfaire e cia ltda. Levou tudo numa santa paz, sem resistência, sem necessidade de buscar um tema para a guerra. Agora, queiram ou não, o Tio Sam tem o nosso petróleo. O ‘petróleo é nosso, como queria Getúlio Vargas, já era!

Agora, o Tio Sam não o tem na Venezuela. E diz estar buscando diálogo para “comprar ” petróleo.

Não irá conseguir como o fez aqui no Brasil, máxime porque não terá tempo. Lembrem-se que o Tio Sam ameaça a China por se negar a adotar sanções contra a Rússia, como li no site Brasil 247.

Assim, se ameaça a China, o que fariam em relação à Venezuela?

Inclusive, pode haver um pretexto – v. gratia uma desculpa que a Venezuela está contrariando os interesses da OTAN – e pronto: invasão na Venezuela e, diriam eles, Tio Sam e cia ltda, triunfalmente:” The oil is ours!”

Responder

Paulo

13 de março de 2022 às 18h09

Édson Luiz, talvez você tenha razão. Há uma ala de direitistas que acha que Putin é o “defensor da cristandade ocidental”, decadente, e que Moscou é a III Roma (sucessora da própria e de Constantinopla). Até Monsenhor Viganò (um prelado ultraconservador da Igreja e crítico das vacinas e das máscaras) embarcou nessa, ao que parece. O mundo está carecendo de orientação, e não só política…

Responder

Alexandre Neres

13 de março de 2022 às 16h26

Pianca: “O sociólogo Boaventura de Souza Santos, aposentado da Universidade de Coimbra, Portugal, é stalinista!

Toda a Centro-Esquerda no mundo está condenando Putin! Toda a esquerda lúcida no mundo está denunciando veementemente a agressão da Rússia à Ucrânia! A excessão (sic) é os stalinistas.”

Primeiramente, não posso deixar de comentar a falta de noção do Pianca ao se referir ao Boaventura, depreendendo-se que não tem a menor ideia de quem se trata. Pianca é extremamente leviano ao afirmar que o eminente sociólogo é stalinista.

Ele diz isso com a finalidade de desqualificá-lo para o debate. Escrever “stalinista” significa excomungá-lo, bani-lo, equivale a xingá-lo. Bem fez Caetano Veloso quando na conversa com Bial defendeu o historiador Jones Maciel, que foi tachado de stalinista para ser cancelado, e disse não ser mais um liberaloide.

O mais engraçado é o processo do Pianca. Pianca firma as convicções e passa a querer ajustar o mundo às teses estapafúrdias que elabora em sua cabeça. Para ele, o mundo é binário. Moro mocinho, Lula vilão; Zelensky herói, Putin assassino de criancinhas, velhinhos e cadeirantes. Pouco importam os fatos se as titicas de galinha que o Pianca têm na cabeça funcionam assim. Boaventura não simplesmente ataca Putin e endossa as autoridades europeias, sua visão é nuançada, vê erros de parte a parte, logo é stalinista. Simples assim.

A frase final destacada é um escândalo: A excessão (excesso grande) é os stalinistas. Que concordância. Que pérola!

Responder

Augusto J Hoffmann

12 de março de 2022 às 11h41

Perfeito: brasileiro sabe votar, comprar automóvel, fugir da escola e assistir BBB e JN. Precisa mais?

Responder

Batista

12 de março de 2022 às 11h05

E como a Ucrânia não teria razão?? País livre, soberano, independente, democrático e pacífico, que não estava ameaçando nada nem ninguém, é invadido e agredido covardemente por um país cuja treta não é nem com a Ucrânia, mas sim com os EUA. É ridículo o q o tirano Putin faz.

Responder

EdsonLuíz.

12 de março de 2022 às 02h13

Com Alexandre Bolso’Néris é isso: nenhuma culura política e muito relincho!
E ele tente colaf nos outros o que ele é e faz!

Sai fora, doutrinado inculto!

Responder

EdsonLuíz.

12 de março de 2022 às 01h38

– Paulo.
-Alexandre.

Paulo,
8% de apoio a Putin no Brasil é muito. Mas os 8% não têm origem apenas no lulismo e no stalinismo brasileiro, não. Uma parte deste apoio a Putin, talvez metade ou mais, vem da ultra-direita e do bolsonarismo. Eu conversei com quatro bolsonaristas, um definido de ultra-direita. Com dois deles a conversa durou três minutos e eles verificaram a discordância comigo e foram embora. Uma coisa que observei é que as narrativas são articuladas e são as mesmas usadas pelo PT. Dos quatro, três apoiam Putin. Um deles ainda falou: “Fechado com Putin!”.

Alexandre,
O sociólogo Boaventura de Souza Santos, aposentado da Universidade de Coimbra, Portugal, é stalinista!

Toda a Centro-Esquerda no mundo está condenando Putin! Toda a esquerda lúcida no mundo está denunciando veementemente a agressão da Rússia à Ucrânia! A excessão é os stalinistas. Eu até ja escrevi aqui que a surpresa mais positiva para mim foi ver a posição do movimento trotskista mundial condenar sem curvas a Rússia, e que a minha surpresa negativa foi o movimento stalinista mundial integralmente apoiar Putin (até pedi que se houvesse excessão, me informassem. Eu procurei na Itália, França, Portugal, Espanha, Estados Unidos, Argentina, Chile, etc. Depois eu vi um levantamento — SÉRIO, para minha surpresa — feito em uma destas páginas sujas de vocês).

Em Portugal, país do Boaventura, o PCP está acabando de cavar sua cova com o apoio a este abuso da Rússia à Ucrânia.

O PCP foi parte da Revolução dos Cravos. Cravo foi o símbolo da revolução e as portuguesas entregavam cravos aos soldados nas ruas no dia da revolução, 25 de abril/74, ou os colocavam diretamente nos cabos das espingardas.- dos soldados do exército mesmo, não os soldados de uma força irregular.

A PIDE (Polícia Internacional, pode?) era o DOI-CODE do salazarismo. Torturavam, matavam e “faziam desaparecer” bem mais que os nossos torturadores daqui.

As lutas anticoloniais nas posseções africanas portuguesas estavam no auge. Os soldados que lutavam por Portugal em Moçambique, Angola e Guiné ficavam revoltados com as torturas a que eram submetidos os guerrilheiros africanos que lutavam para se libertar de Portugal (pena que deu no que deu e os africanos caíram em outras ditaduras talvez piores que a de Salazar, e muito mais corruptas). As técnicas de torturas da PIDE em Portugal eram aplicadas na África.

Quando os militares que lutaram nas guerras anticoloniais voltaram, muitos deles queriam justiça para os africanos, queriam democracia e o fim das torturas em Portugal…e queriam PAZ!

A Revolução dos Cravos foi liderada principalmente por Vasco Lorenço, capitão que havia lutado em Guiné. Vasco Lourenço, que eu saiba, ainda está vivo e nunca teve ligação política e ideológica com nenhuma força. Mas ainda é um homem preocupado com injustiças sociais.

O primeiro secretário do PCP era Álvaro Cunhal. Álvaro Cunhal é idolatrado pelos comunistas portugueses. Fazem com Álvaro Cunhal o que os ultra-esquerdinha fazem sempre: mitificam.

Ah, essa mitificação! Vou lembrar o mais erudito dos compositores da MPB: “Ah, quem precisa de heróis, homens que matam na guerra e choram na volta ao lar!”

Todo o movimento comunista europeu é stalinista. Naquela época, só o PCI não era. Álvaro Cunhal era stalinista, Georges Marchais, francês, também era Havia aquele monte de repúblicas aprisionadas pela União Soviética: Hungria, Romênia, Iugoslávia (com leve independência), Polônia, Tcheco-eslováquia, Bulgária,…

Nem com o julgamento dos crimes de Stalin na União Soviética sob Nikita Kruschev — milhares de membros do PCUS assassinados — levou os PC’s europeus a mudarem e assumirem maior adesão à democracia! O PCP, que já teve 20% de votos, hoje não chega a 5%, 6%. O PCF, que chegava perto de 30%, hoje para ter voto disputa em uma frente de partidos de esquerda e ultra-esquerda e mesmo assim chega no máximo a 10% de votos.

O stalinismo é um assombro à vida moderna! Na europa eles não influenciam os grupos trotskistas, que estão integrados no Bloco de Esquerda. O BE tem se posicionado contra a Rússia e Putin. Os trotskistas sabem que a Rússia é e sempre foi um Império. E eu acrescento: a Rússia é um império autoritário, um império pelo autoritarismo e não pela democracia! Ordem mundial, até hoje, sempre precisa de império, um ou mais de um.

Você devia procurar a posição de Gabriel Boric. Se procurar a posição de um stalinista, como Boaventura, vai colher estreiteza, autoritarismo, defesa de abuso. Cada ex-república soviética e cada um dos países do antigo Pacto de Varsóvia tem muito medo do stalinismo, mas seu ódio é maior ainda! Eles todos e a Ucrânia ainda mais, têm muito motivo para tanto medo e tanto ódio!

O professor Boaventura é um stalinista. É incrível, mas há deles por aí, mesmo depois de todos os crimes de Stalin!

O posicionamento dos stalinistas aqui no Brasil é confusa. Há posições deles mais perto das posições social-democratas que do stalinismo, mas com essa guerra eu vi aflorar muito da natureza stalinista deles. Do mesmo modo, os trotskistas aqui são uma coisa que não têm uma identidade com Trotski completa. Eles até têm alguma coisa de Rosa Luxemburgo, na minha visão. Mas definir ideologias no Brasil é um carnaval de confusão.

Essa gente pode defender o que quiser, inclusive crimes e covardias, mas eles não são de esquerda! Ser de esquerda é outra coisa! Eles, alguns são de ultra-esquerda no discurso e na prática; outros são uma confusão, misturando discurso de ultra-esquerda com prática de esquerda. Muitos — principalmente no PT, mas agora tem o Boulos no PSOL que faz o mesmo — fazem um discurso de ultra-esquerda e defendem propostas populistas. Esses, mais do que os outros, acabam tendo propostas muito parecidas com os populistas de direita, com bolsonaro. Combustível, controle de preços, defesa incondicional de estatais, etc.

Quer uma posição de esquerda, acompanhe o Gabriel Boric; quer uma posição de populismo de ultra-esquerda com cacoetes stalinistas, acompanhe Boaventura de Souza Santos.

Quer ser de esquerda, mas quer a democracia, o progressismo, o humanismo? Acompanhe Gabriel Boric!

Edson Luiz Pianca.

Responder

Paulo

11 de março de 2022 às 21h39

Esses 8% que se manifestaram favoráveis a Rússia são os esquerdistas mais empedernidos, que acham que a Rússia é a herdeira do Império Soviético…Erram duplamente…

Responder

Helena

11 de março de 2022 às 20h23

Claro né! A mídia porca e nojenta esta fazendo uma verdadeira lavagem cerebral colocando o mundo contra a Rússia e o Putin. Diante disso eu ficaria surpresa se a posição dos brasileiros fosse contra a Ucrânia.

Responder

Alexandre Neres

11 de março de 2022 às 15h53

A opinião de 62% no sentido de o Brasil permanecer neutro é extremamente favorável à Rússia, sobretudo depois do espetáculo de desinformação da mídia corporativa.

Pianca, vou replicar um texto do renomado sociólogo português Boaventura de Sousa Santos tratando da guerra da Ucrânia. Trata-se de um progressista de verdade, não de conservadores travestidos com pele de cordeiro, repletos de tatibitates.

https://www.brasil247.com/blog/para-uma-autocritica-da-europa?amp

Já imagino o piti do Pianca. Brasil 171! Blá-blá-blá! Atenha-se ao teor do textão, com argumentos e fundamentos, diferentemente dos teus em que só sabe encher linguiça. Deixe de ser vaquinha de presépio e amplie seus horizontes, Pianca. Larga mão de ser mané! Mas já sei no fim do dia estará acompanhando o jurista Merval Pereira no jornal das 10 da GN e reproduzindo seu discurso enviesado.

Responder

Sandra

11 de março de 2022 às 15h14

Sou a favor da Ucrânia na soberania do país.
No mundo sempre existiu o Bem e o Mal.
Deus é maior! Estou rezando e pedindo proteção à Ucrânia.

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador da Bahia O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes