Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Imagem: Divulgação

PSB de São Paulo desfilia vereador após fala racista

Por Redação

04 de maio de 2022 : 09h04

O PSB de São Paulo decidiu desfiliar o vereador Camilo Cristófaro após uma fala racista durante uma sessão na Câmara de Vereadores da capital paulista.

No último dia 28 de abril, o próprio vereador já havia feito um pedido de afastamento das atividades dos diretórios municipal e estadual do PSB. O presidente da legenda, Jonas Donizete, acatou o pedido para adotar um rito sumário.

“Ele já vinha me ligando, afirmando que queria a desfiliação. Estávamos tentando segurá-lo. Mas, diante do fato gravíssimo de manifestação de racismo, que vai contra os princípios do PSB, o desligamento foi aceito”, disse o dirigente do PSB a colunista Mônica Bergamo.

O fato ocorreu durante a durante sessão da CPI dos Aplicativos da Câmara Municipal de SP, quando foi possível ouvir um diálogo em que Cristófaro diz “não lavaram a calçada. É coisa de preto, né?”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Maranhão O Xadrez para Governador do Rio Grande do Sul O Xadrez para Governador da Bahia O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro