A entrevista de Lula a Bob Fernandes

Palácio dos Leões recebe Fórum de Governadores do Nordeste (Handson Chagas)

Governadores do Nordeste criam consórcio político

Por Miguel do Rosário

15 de março de 2019 : 14h09

Em São Luís, governadores criam Consórcio Nordeste para reduzir gastos e combater o crime

14/03/2019 – 16H 50

Em um encontro considerado histórico, oito governadores e um vice-governador assinaram nesta quinta-feira (14), em São Luís, o protocolo para criar o Consórcio Nordeste. A medida foi formalizada durante o Fórum de Governadores do Nordeste, no Palácio dos Leões. Todos os Estados nordestinos aderiram ao consórcio.

(Ler aqui a íntegra da carta assinada pelos governadores).

O Fórum é a esfera onde os governadores tomam decisões políticas e estratégicas, de modo a levá-las para o debate nacional. Ele vai continuar existindo normalmente, com reuniões periódicas.

Já o Consórcio Nordeste será um instrumento de administração, para melhorar os gastos públicos e a gestão. “O Fórum do Nordeste vai continuar a existir, com a função de articular as posições políticas. E o Consórcio tem a finalidade administrativa, de prestação de serviços conjuntos”, explicou o governador Flávio Dino.

Com o consórcio, os Estados nordestinos terão, por exemplo, mais poder de negociar preços, já que serão feitas compras conjuntas, com um volume muito maior. Também poderão ser feitas cooperações policiais muito mais intensas que as de hoje. A ideia é combater organizações criminosas interestaduais.

Agora, cada Assembleia Legislativa estadual terá de aprovar a criação do Fórum. A partir daí, ele passa a funcionar.

Economia e eficiência

O governador da Bahia, Rui Costa, foi escolhido por unanimidade o primeiro presidente do Consórcio Nordeste. A cada ano, o comando vai mudar, a fim de possibilitar um rodízio entre os Estados.

“O consórcio será uma grande ferramenta de gestão, de compartilhamento de projetos, de ideias, de apoios mútuos, de redução de custos para cada Estado”, afirmou Rui Costa.

“Com o consórcio formalizado, poderemos fazer licitação para a saúde, por exemplo, naqueles itens que forem comuns, e assim mudamos o patamar de escala da licitação. Se for licitar um item, é um preço; se forem milhões desse item, é outro preço. Estamos multiplicando por nove Estados a escala de eventuais licitações, o que vai reduzir em muito o custo em várias áreas”, acrescentou.

Para Flávio Dino, “damos um salto adiante na cooperação federativa entre os Estados do Nordeste. O consórcio vai permitir que, juridicamente, os nove Estados atuem em torno de determinados itens como se fosse um só”.

Outras vantagens

Com o Consórcio Nordeste, também poderão ser feitas parcerias na infraestrutura, em obras, na formação de parques tecnológicos e nas vendas de produtos para o exterior.

Também haverá estratégias conjuntas para atrair mais investidores. Intercâmbios estudantil e profissional também estão entre as possibilidades, bem como operações conjuntas contra o crime organizado.

“Momento histórico”

Todos os presentes no encontro definiram o Consórcio Nordeste como um momento histórico não só para a região, mas para o Brasil.

“É um momento histórico para a região Nordeste e o Brasil. Temos a oportunidade de inovar, colocando uma alternativa especial com a criação do consórcio. Vai permitir a integração em áreas essenciais como saúde, educação e infraestrutura”, afirmou Wellington Dias, governador do Piauí.

“Vai ser uma ferramenta extremamente importante para facilitar a vida de todos os governos. Por exemplo, uma licitação de medicamentos vai diminuir os preços dos produtos”, comenta Belivaldo Chagas, governador de Sergipe.

Defesa do Nordeste

Os governadores também destacaram o papel do Fórum para defender pontos importantes para a sociedade brasileira e o povo nordestino.

Para Camilo Santana, governador do Ceará, o Fórum vem “fortalecer as ações apara o nordeste e unificar a região. Ele tem um papel fundamental de consolidar políticas para o Nordeste”.

“Aqui são tomadas as decisões daquilo que é importante para a região. Podemos definir o posicionamento que levaremos, na maioria das vezes, ao governo federal, nos posicionando em relação aos projetos do governo e aos interesses da região”, disse João Azevedo, governador da Paraíba.

Segundo a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, “o Fórum se constitui num espaço muito importante de articulação política com vistas a definir aquilo que é comum ao Nordeste. São políticas voltadas principalmente para o desenvolvimento, para a Justiça, a inclusão social”.

De acordo com o vice-governador de Alagoas, Luciano Barbosa, “nunca houve uma afinidade tão grande e um trabalho conjunto como tem sido feito hoje com os Estados do Nordeste”.

Em São Luís, governadores criam Consórcio Nordeste para reduzir gastos e combater o crime

Em um encontro considerado histórico, oito governadores e um vice-governador assinaram nesta quinta-feira (14), em São Luís, o protocolo para criar o Consórcio Nordeste, importante parceria para otimizar resultados e economizar recursos financeiros. De acordo com o governador Flávio Dino, o consórcio vai viabilizar colaborações, por exemplo, em programas, ações e aquisições de produtos em áreas prioritárias, como saúde, segurança e agricultura familiar.➡ http://bit.ly/2u6kxsd#GovernoDeTodosNós

Posted by Governo do Maranhão on Thursday, March 14, 2019

Texto publicado no site do governo do Maranhão.

Vídeo no Facebook do governo do Maranhão.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

16 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Pedro Carlos Strikis

18 de março de 2019 às 10h45

Se isso realmente se concretizar o NE será o paraíso de um novo Brasil, vamos trocer para que tenha vida longa esta iniciativa.

Responder

Jorge

17 de março de 2019 às 21h26

A ideia é boa, mas as intencoes sempre deixam duvidas. Politicos velhos, raposas, que pensam mais no umbigo e nas ambicoes politicas, que propriamente resultados para o povo. O ideal é fazer uma varredura em cada um desses governadores e ver o que fazem em seus estados, qual o passado e se seus parentes e afilhados politicos nao estao la mamando nas tetas. Senao junta tudo (ja que estao planejando assim) e joga fora. Nada de novo no front…

Responder

Roque

17 de março de 2019 às 14h37

Hora boa para a PF dar um bote…

Responder

Paulo

17 de março de 2019 às 00h01

Há muito mais a nos unir do que a nos separar. Acho válida a inciativa dos governadores. Veremos se dá resultados! Agora, para aqueles que propuseram secessão, fica aqui a minha repulsa…

Responder

Luiz

16 de março de 2019 às 18h42

Com o peso da economia do sudeste mais o Governo Federal, será que o Dória deveria ter direito de dar incentivos fiscais à empresas? Em que proporção e com quais exigências sociais?

Responder

    Luiz

    16 de março de 2019 às 20h28

    Quer dizer, será que Seu Dória pode qualquer coisa porque o direito de ir e vir está assegurado, na grande São Paulo, in abstrato durante uma enchente?

    Responder

Alan Cepile

16 de março de 2019 às 17h17

A ideia é muito boa, se funcionar será rapidamente será copiada pelas demais regiões.

Responder

Bruno

16 de março de 2019 às 13h48

Tem gente do Sudeste reclamando que o Nordeste é sangue suga e ignora que são sangue suga dos mognos e demais riquezas do Norte. Eu, do Centro oeste, fico muito bem com o Nordeste. Jericoacoara, com aquele solzão e gente legal, é melhor que Rio, SP, NY, LA, Vegas, Madri…
A gente exporta pros chineses soja e gado e compra de outro lugar o que vem do Sul/SE.

Responder

Sergio Araujo

16 de março de 2019 às 07h53

Agora vai…agora sim ningeum segura !! Kkkk

Responder

Gutemberg

16 de março de 2019 às 06h49

NORDESTE INDEPENDENTE JÁ!

Pessoal do “Sul é meu pais” o nordeste inteiro topa a independência. É hora de colocar novamente o trombone nas ruas.

“Ai se o Nordeste fosse independente.

Governadores nordestinos unem forças contra propostas do governo Bolsonaro, eles pretendem dialogar com 153 deputados e 27 senadores para fortalecer a resistência contra políticas de retrocesso.”

Este fato politico materializa os versos da canção Nordeste Independente (Imagine o Brasil).

“Já que existe no sul esse conceito
Que o nordeste é ruim, seco e ingrato
Já que existe a separação de fato
É preciso torná-la de direito

Quando um dia qualquer isso for feito
Todos dois vão lucrar imensamente
Começando uma vida diferente
De que a gente até hoje tem vivido
Imagina o Brasil ser dividido
E o nordeste ficar independente.”

https://www.youtube.com/watch?v=QsLgjAO2nzU

O processo eleitoral de 2018 deixou evidente uma verdade incômoda que muitos se recusam ver: O nordestino pode não ser um modelo de beleza e possuir um sotaque apurado (aquela vozinha), mas tem cérebro pensante e acima de tudo, amor ao país.

Responder

    Fernando

    16 de março de 2019 às 13h20

    O cérebro é tão pensante que eles não saem da merda; é a região mais atrasada do país. Que se separem e levam o Zé de Abreu para governar aquela joça !

    Responder

      lucio

      16 de março de 2019 às 20h29

      fernando,
      os noruegueses acham o mesmo de voces do sul-sudeste… lembre-se que sempre tem alguem mais branco e nazista que vc. esta é a eterna contradiçao de vcs de direita.
      e lembre-se tambem que a riqueza so sul é feita tambem com o suor e a inteligencia de nordestinos alí imigratos.

      Responder

    lucio

    16 de março de 2019 às 20h24

    gutemberg,
    as mulheres nordestinas sao as mais gostosas e quentes na cama. detesto aquela branquelas do sul parecendo europeas bunda seca

    Responder

Sebastião

15 de março de 2019 às 23h22

Seria bom, se pudessem criar um de financiamento, pra evitar retaliações do governo federal. Ainda mais que os governadores do Nordeste não estão alinhados a Bolsonaro. O que o presidente já demonstrou não ter o mínimo de interesse de ajudar o Nordeste.

Responder

Renato

15 de março de 2019 às 18h15

Eles poderiam criar um consórcio político para desenvolver a região e parar de sugar recursos do sudeste/sul . Eles só são competentes para reclamar, para realizar são incompetentes !

Responder

Antoni Souto Coutinho

15 de março de 2019 às 16h30

Esse encontro é um ato histórico e republicano. Ela representa por si só um não à submissão irrestrita dos governadores da região e também às propostas da injusta reforma da previdência e de facilitar a aquisição de armas.

Responder

Deixe uma resposta