Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Dino articula conversas para criação de novo partido da esquerda

Por Gabriel Barbosa

20 de julho de 2020 : 12h26

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), vêm liderando conversas entre líderes da esquerda que estão insatisfeitos com às decisões de seus partidos. Na semana passada, Dino assumiu que defende a fusão do PSB com o PC do B com o objetivo de fortalecer o campo progressista para as eleições de 2022.

Segundo reportagem do GLOBO, alguns setores do partido presidido por Carlos Siqueira sinalizaram positivo e por enquanto, o PSB deu um ‘stand-by’ no ensaio da candidatura do ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa, filiado desde 2018.

Se a fusão sair do papel, o fundo eleitoral para impulsionar uma candidatura de esquerda seria de R$ 145 milhões, superando o montante do bloco de centro formado por PSDB, DEM e PP.

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) é um dos parlamentares de esquerda insatisfeito com os rumos do partido. Ainda em 2020, Freixo foi pressionado pelo PSOL à disputar as prévias pela prefeitura do Rio.

O parlamentar é a principal liderança da esquerda no estado e nunca foi adepto ao radicalismo do PSOL e Dino busca trazer Freixo para à frente “moderada” da esquerda brasileira. O jornalista Guilherme Amado da revista ‘Época’ revelou que o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), Luciano Huck (sem partido), Rodrigo Maia (DEM-RJ) e o próprio Marcelo Freixo debateram virtualmente sobre conjuntura política com Flávio Dino.

Contudo, uma das dificuldades enfrentadas por Dino é o embate frontal entre o ex-presidente Lula (PT) e o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT). Os dois principais partidos da oposição ao governo Bolsonaro não cedem à cabeça de chapa para enfrentar candidaturas da direita e no meio desse embate está o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que assume um papel “dúbio” entre as entrevistas e os bastidores.

Na frente das câmeras, Haddad faz a defesa de Lula e do auto isolamento político do partido em rejeitar os manifestos contra Bolsonaro. Nos bastidores, o petista defende que a esquerda se organize em torno de um discurso amplo. Dino, Freixo e Haddad também já tiveram discussões sobre esses movimentos.

Gabriel Barbosa

Jornalista com passagens pelo Grupo de Comunicação O POVO (Ceará), RedeTV! e Band News FM.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Pedro

20 de julho de 2020 às 15h40

Parabéns Dino
Cabeça boa… pensante
Não podemos continuar reféns da cabeça de Lula…com todo respeito que tenho por ele…
Precisamos sim criar alternativas que fujam das armadilhas jurídicas e midiáticas da elite …parar com essa loucura de jogar um jogo perdido antes de começar…. primeiro precisamos ganhar as eleições…tomar o poder e impor um governo forte … popular….

Responder

Pedro

20 de julho de 2020 às 15h32

Parabéns Dino
Cabeça pensante
Se tivéssemos feito isso antes das eleições e não o jogo da direita que nos levou ao precipício e ao abismo político agarrados a Lula..e ao PT….no mínimo não estaríamos nessa situação vergonhosa de ter essa coisa estranha na presidência…
Vamos sim…construir essa alternativa …que mesmo que seja misturada com muita porcaria que vem junto…na aliança…depois de tomar o poder ..com uma liderança sabia e e letra vamos expurgando os oportunistas…não podemos é apostar no isolamento …no divisionismo…e cairmos em outro abismo mais escuro…4 anos mais nessa ou 8 anos de SERGIO MORO…..

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?