Lançamento do livro “Lawfare: uma introdução”, com Lula

Ciro na Unicamp

Por Redação

28 de novembro de 2019 : 12h52

A palestra ocorreu no dia 22 de novembro.

Um dos trechos dessa palestra, em que Ciro comenta sua relação com o PT, acabou viralizando:

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

tolen

30 de novembro de 2019 às 13h23

A inveja/orgulho de Ciro o eleva a um patamar acima do que ele de fato é. Um adolescente entrando na terceira idade. Ciro foi uma promessa que fracassou a la Marina Silva, mas ainda não dá pra compará-lo a Bolsonaro que é o cúmulo do retrocesso. Mas o que impressiona mesmo, nisso tudo, é a falta de malícia dO Cafezinho, o único blog de esquerda que defendeu Ciro incondicionalmente para agora se vê isolado e quase extinto. Lembro de quando lia todos os dias este blog. Havia muita gente comentando e…muita notícia relevante. Agora mais parece uma cidade abandonada. E o culpado…Ciro. Afinal, Galinha que acompanha pato morre afogada.

Responder

Roberto de Santi

30 de novembro de 2019 às 09h24

Este é o bolsonaro do pdt!

Responder

Pedro Cândido Aguarrara

29 de novembro de 2019 às 16h14

Ciro Gomes regride na política brasileira
Criado pelo escritor F. Scott Fitzgerald e interpretado no cinema por Brad Pitt, Benjamin Button é um personagem que nasce com aparência de octogenário e vai rejuvenescendo com o tempo. Passa pela maturidade, alcança a adolescência, chega à infância, desaprende a falar e morre com o frescor de quem acabou de vir ao mundo. Disso muita gente sabe. O que ninguém parece ter percebido é que essa figura de ficção reencarnou no Brasil com o nome de Ciro Ferreira Gomes.

Nascido no interior de São Paulo, o Benjamin Button já era um velho coronel sertanejo quando pousou na casa dos ancestrais cearenses em Sobral. As ideias também grisalhas o levaram a filiar-se ao PDS, o partido que substituiu a Arena na sustentação do regime militar no Legislativo. Deputado, prefeito de Fortaleza, governador e ministro de Estado, mostrou que o homem de meia idade tinha pouco juízo.

Lembrou um quarentão desbocado ao qualificar a capital cearense de “puteiro a céu aberto” e avisar que o papel da mulher de um concorrente à Presidência da República era dormir com o candidato. Virou adolescente desbocado quando comunicou à atriz Letícia Sabatella que quem faz política tem de “meter a mão na merda”. Molecagens recentes informam que nosso Benjamin Button chegou à primeira infância e ruma em velocidade vertiginosa para a temporada no berçário.

Antes de trocar a calça curta pela fralda, insultará meia dúzia de desafetos, começando por FHC, Lula ou Jair Bolsonaro. E na última semana de vida fará cara feia para a babá. Ou para um dos irmãos. Bebês de colo são imprevisíveis.

Responder

Claudio Santos

28 de novembro de 2019 às 18h58

Aí você assiste ao vídeo da palestra e ouve quase duas horas de exposição de análise de conjuntura e proposta de um projeto nacional de desenvolvimento.

Alguns sites ditos “de esquerda” pinçam somente uns pouquíssimos minutos onde Ciro critica Lula e reclamam que o ex-ministro só sabe falar mal do ex-presidente.

Por que se falou tão pouco dessa entrevista que Lula deu à BBC Brasil?
https://www.youtube.com/watch?v=X8RMUwzHKEU&t=1127s

Responder

Marcos Videira

28 de novembro de 2019 às 18h50

Eu tenho conversado com amigos e revelada minha percepção sobre a sucessão presidencial de 2022. Sei que o Lula é um cara safo, carismático, inteligente, tem uma intuição política notável. Eu fico me perguntando; será que Lula se enganou com a estratégia fracassada de 2018 ? Se até eu sabia que o antipetismo era uma força relevante… Mas, mesmo que tenha errado, sei que ele é um cara safo e tem intuição política notável.
Por isso, estou apostando que Lula NÃO será o candidato do PT em 2022. Ele comandará o PT dos bastidores e animará os comícios do prestativo Haddad (seu candidato mais provável).
E por que eu acredito que Lula não será candidato ? Porque no segundo debate ele estará desmoralizado e nem passará pro segundo turno. Será um fim de carreira melancólico…

Responder

Deixe uma resposta